The Walking Dead – 7ª Temporada Episódio 2 – The Well (Resenha)

Semana passada sofremos muito com o desfecho do primeiro episódio, não é? Foi sinistro, perturbador, forte, mas mesmo assim sobrevivemos :). Claro que a partir de agora, não teremos a companhia de alguns personagens, mas a vida segue (eventualmente haha).

Não sei você, mas eu passei a semana toda em choque, aguardando pelo segundo episódio e torcendo para que fosse pelo menos 10% parecido com o primeiro.

—- ATENÇÃO: ESSE POST CONTÉM SPOILERS* —-

*Spoilers: revelações do enredo de obras como filmes e livros.

Vamos à sinopse de The Well (retirada do IMDB):

Carol e Morgan são levados para “O Reino”, onde encontram Ezekiel, um líder misterioso que carrega um segredo.

Sinto em informar que o episódio para mim foi uma grande decepção. 🙁

Claro que dentro dos seus 44 minutos, teve alguns prós… mas diante de um episódio como o da semana passada, esperava MUITO mais.

Tanto que subiram os créditos, eu desliguei a TV. Não sei se alguma cena surgiu do nada, se cenas do próximo episódio apareceram… eu só queria mesmo era ir dormir…

Mas, mesmo assim não vou deixar de comentá-lo…

The Well começa com Carol e Morgan junto com os “soldados” que vimos no último episódio da temporada passada. Carol está debilitada e por isso está deitada em uma espécie de carroça, se eu não me engane.

Então, os soldados e Morgan são atacados por uma horda de zumbis e começam a matá-los. Carol, que ainda se encontra na carroça, fica confusa e começa a ter alucinações. Ao invés de enxergar zumbis, ela enxerga quem os zumbis eram antes de tudo começar.

carol-the-walking-dead

Vimos o declínio dela na temporada passada, como se ela estivesse desistindo de tudo. Confesso que isso me irritou profundamente, afinal de contas a Carol durante um bom tempo foi super badass… ela não faz o tipo “sofredora”… tanto é que eu odiei ela nesse episódio, mas falarei sobre isso mais para frente.

Mesmo assim, gostei bastante dessa cena, onde ela enxerga os zumbis pelo que eles realmente um dia foram, pessoas de carne e osso, com ambições e aspirações… percebe-se que o que ela realmente quer é que o mundo como ele é hoje, volte a ser como ele era anos atrás.

Eu compreendo ela nesse sentido… quem iria querer viver num mundo como esse, sem sua família, amigos, onde tudo que um dia se teve, nunca mais se terá?

Ela então tenta fugir…de novo… (tá ficando um tanto cansativo, hein Carol!) Mas acaba de qualquer forma indo parar no Reino, junto com Morgan e os soldados.

O Reino

Carol acorda 2 dias depois e se assusta por estar em um ambiente desconhecido.

Ela fala com Morgan, que explica que eles foram ajudados por um grupo, que os trouxe até ali. Ele conta que o local é chamado de “Reino” e leva Carol para passear em uma cadeira de rodas. Ele diz a ela que entregou as armas deles e que têm ajudado a comunidade para que Carol possa se recuperar.

morgan-e-carol-the-walking-dead

Ela demonstra preocupação, mas Morgan diz que não contou nada além do necessário para ninguém. Então, ele diz à Carol que o Reino também possui um líder, chamado Rei Ezekiel.

Durante o passeio dos dois, podemos ver como a comunidade é um lugar pacífico, que possui escola, coral, hortas, e que todos dentro dela possuem algum papel.

Morgan leva Carol para conhecer o tal Rei Ezekiel. Só que ele esquece de contar um detalhe importante sobre Ezekiel, e assim que Carol entra na sala onde o Rei se encontra, ela fica chocada com o que vê.




Rei Ezekiel e Shiva

Ezekiel está sentado em seu trono e ao seu lado encontra-se Shiva, seu tigre de estimação.

Isso mesmo, TIGRE de estimação.

rei-ezekiel-e-shiva-the-walking-dead

É claro que Carol fica chocada… quem não ficaria? Ainda mais em um mundo pós-apocalíptico, onde quase nenhuma espécie de animal sobrevive… do nada você enxerga um tigre a 1 metro de distância…

Breve pausa para falar do CGI usado neste episódio com a Shiva… PERFEIÇÃO… o tigre ficou MUITO realista… cheguei a ficar com os olhos marejados de tanta emoção! 🙂

Não consigo  nem imaginar quanto custou… só agradecer aos envolvidos na criação hehe.

Ezekiel e Carol trocam algumas palavras e Carol logo coloca sua máscara de “moça” indefesa.
Se você procurar no dicionário o significado de “pessoa-fazida”, vai encontrar:

Pessoa-Fazida: que se faz, mosca-morta, “Carol Peletier”.

O Rei pergunta a Carol como ela está e o que achou do Reino, e ela diz que é tudo lindo e novo.

Ezekiel então deixa claro que Carol e Morgan podem ficar o tempo que quiserem, desde que contribuam para com a comunidade.

Rei Ezekiel:Drink from the Well, Replenish the Well” (que traduzido fica: Beba do poço e o reabasteça)

Uma vez que não estão mais na presença de Ezekiel, Carol volta a ser Carol e diz para Morgan que aquilo ali não é verdade, eles estão vivendo numa mundo de faz-de-conta. Ela então diz que não pode continuar ali e que vai embora. Morgan diz que não pode deixar que ela vá e ela diz que ele não tem nada que ver com a vida dela.

Gente, coitadinho do Morgan! 🙁 Essa Carol é uma ingrata! Haha

Os Porcos

Após levar Carol para conhecer o Rei, Morgan vai com Ezekiel e mais alguns membros do Reino para “caçar”. Pelo menos é isso que ele acredita que vai acontecer… Porém, ao chegar no local, vemos vários porcos comendo os zumbis.

Confesso que nessa hora eu fiquei pensando qual teria sido a lógica usada haha….com tanta gente para alimentar, eles fazem isso… mas depois descobrimos porque.

Os porcos acabam sendo de extrema importância. Podemos não entender naquele momento, mas tudo que acontece na série tem um motivo… aliás tudo que acontece na vida haha.

Na hora de irem embora, um zumbi se aproxima do grupo e Ezekiel pede que Ben o mate. Tarefa que o cara não é capaz de completar.

Ezekiel pede a Morgan, que ele ajude Ben a aprender aikidô, já que ele não conseguiu desenvolver habilidades com nenhum outro tipo de arma. No início, Morgan reluta, mas não consegue dizer não para aqueles dreadlocks!

Então na volta do grupo para o Reino, vemos tudo que o mesmo tem a oferecer, crianças estudando, pessoas cantando, Morgan ensinando aikidô pro Ben, que fica deslumbrado com o lance, e é claro, Carol fazendo Carolices…

Ela decide fugir e para isso, começa a furtar coisas do Reino… primeiro uma faca, depois engana um pobre coitado que está dobrando as roupas do pessoal e pega um par de calça jeans e aí na hora de roubar uma maçã, ela dá de cara com o Rei!!!

Ezekiel então chama Morgan e Ben para uma missão especial.

O Encontro

O grupo novamente sai do Reino e vai ao encontro de outro grupo.

Lembra dos porcos que comeram os zumbis?! Pois é… aquilo é uma estratégia que Ezekiel usa contra os Salvadores… sim… o grupo de Negan!

Ele possivelmente está tentando infectar o grupo para salvar o seu povo. Ou seja, Ezekiel manja dos paranauês.

Descobrimos que todos que moram Reino são “escravos” de Negan e precisam prover para o demônio queridão, bem como o grupo de Rick terá que fazer.

o-encontro-the-walking-dead

Durante o encontro, um membro dos Salvadores decide brigar com um membro do Reino… que logo se vê obrigado a ceder e leva uns socos na cara. De um lado temos Ezekiel acalmando o cara e do outro lado o líder dos Salvadores (o líder daquele grupo, não Negan) acalmando o “salvadorzinho”.

Claro que como líder, Ezekiel precisa manter a calma e a compostura… mas para mim é nítido que o cara que apanhou queria mesmo é dar umas bofetadas na cara do outro.  Porém, como o Rei em pessoa falou pra ele ficar na dele, ele não fez nada…

Mas só de ver que existe alguém, que mesmo que respeite os desejos do Rei, possue sede de vingança, eu já fico mais feliz.

De volta ao Reino, vemos Morgan comendo ao lado de Ben e seu filho. E Ben, está “ben” obcecado com aikido, haha, e questiona Morgan sobre o que leu no livro que pegou emprestado. Nesse momentos, vemos que Morgan começa a deixar de lado alguns dos ensinamentos da pratica, que tem como premissa a não violência.

Morgan então pega uma bandeja com comida para Carol, mas descobre que a mesma não se encontra mais no quarto.

Lembra que eu disse que ela foi roubar maçã do pomar do Rei?!

Pois é, é nesse momento na verdade que isso acontece… 🙂

Carol então se faz de louca, mas o Rei percebe e pede que seu “servo” os deixe a sós. Carol finalmente tira a máscara e fala o que pensa sobre ele e o lugar.

Para sua surpresa, Ezekiel conta toda sua história para ela. Ele era apenas um funcionário de um zoológico, que ajudou Shiva, quando ela estava machucada, e ganhou sua proteção. Ele diz também que todo mundo precisa de alguém para seguir e que ele simplesmente ocupou a vaga. Para ele, quem se sente seguro está mais disposto a ajudar.

Além disso, Ezekiel diz que também perdeu muita coisa com o que aconteceu e que também era um ator de teatro comunitário, onde interpretou diversos reis, por isso ele consegue ser o Rei que o Reino precisa.

Ele pede que Carol guarde esse segredo, já que mais ninguém sabe quem ele é de verdade. No final da conversa, ele diz que sente muito por tudo que Carol já passou.

Ele fala que ela não precisa ir embora, que pode ir sem ir…

No dia seguinte, Morgan leva Carol até uma casa fora dos portões do Reino…e ela se instala ali. Ela mata um zumbi, o enterra, começa a organizar as coisas quando recebe a visita de Ezekiel e Shiva, que oferece a ela um romã.




Se eu tivesse que dar uma nota para o episódio, seria um 6 bem doído.

Infelizmente, não colou pra mim. Já estava esperando algo mais simples que o primeiro. Mas não assim… completamente diferente. Semana passada disse que achava que o segundo episódio teria o mesmo nível de força do primeiro… mas não teve.

Gostei muito do Ezekiel e da Shiva, mas no geral, achei um episódio bem morno.

No entanto, gostei muito de algumas cenas específicas como a da Carol no início vendo pessoas ao invés de zumbis, a cena dos porcos e o encontro dos Salvadores com o pessoal do Reino.

Fora essa cena da Carol, continuo bastante decepcionada com a personagem. Espero muito que ela volte a ser como era antes.

Como não leio os quadrinhos, não tinha expectativas em relação ao Rei e seu animal de estimação. Portanto gostei bastante, do Ezekiel e principalmente da Shiva!!!

Graças a Deus temos um personagem como este. A maioria dos líderes que encontramos ao longo do caminho, incluindo Rick, tinham uma sede por sangue muito grande, mas Ezekiel não… claro que ninguém vai mandar nele, afinal de contas, ele é o REI… mas no fundo o que ele quer é paz!

O que esperar dos próximos episódios?

Eu espero que no próximo episódio o nível suba um pouco. Até compreendo eles terem dado uma chance de se recuperar do episódio da semana passada, mas estava esperando algo bombástico haha.

O próximo episódio se chama “The Cell” e na promo dele vemos Daryl, Dwight, e Negan! Dwight leva Daryl para ver os zumbis de pertinho e no final uma mulher fala para ele voltar para onde ele veio enquanto ele pode, que independente do que Negan tenha feito, mais irá acontecer.

Visto que no promo que vi semana passada, Rick aparece e nesse episódio ele não apareceu, tenho até medo que o que vimos na promo do próximo não aconteça… mas acho que vai! 🙂

E você, o que achou do segundo episódio de The Walking Dead? O que você espera para o próximo?

Semana que vem estarei aqui para falar sobre o próximo episódio! 😉
Beijos, Ezi

 

Share