The Walking Dead – 7ª Temporada Episódio 3 – The Cell (Resenha)

Eu sei, eu sei… estou um pouco atrasada com esta resenha, mas é como dizem… “antes tarde do que nunca”. 🙂

Vamos logo ao que interessa!

Caso você não lembre do que aconteceu no 3º episódio de TWD: 1. Você tem problemas de memória haha e 2. Continue lendo este post! 🙂

—- ATENÇÃO: ESSE POST CONTÉM SPOILERS* —-

*Spoilers: revelações do enredo de obras como filmes e livros.

Vamos à sinopse de The Cell (retirada do IMDB):

Daryl é levado por Negan para o Santuário, casa dos Salvadores. Enquanto isso, Dwight tem como missão trazer de volta um membro fugitivo de seu grupo.

Mais um episódio morno. Dois de três! 🙁

Dentre os muitos defeitos que tenho, o mais complicado é colocar minhas expectativas lá no alto. Pode ser com pessoas, situações da vida, ou até mesmo séries de TV, haha, mas quase sempre espero demais… (aliás o que eu mais sei fazer é esperar… momento desabafo). O resultado de tanta espera é a decepção.

Bom, voltando ao episódio….

The Cell foi completamente voltado a acontecimentos do Santuário. Daryl e Dwight estiveram no centro do episódio, que, mesmo deixando a desejar, para mim foi melhor que o segundo episódio da temporada.

daryl-e-dwight

O melhor do episódio foi termos a oportunidade de olhar os dois lados de uma moeda.

De um lado temos Dwight, peça fundamental dos Salvadores. No entanto, descobrimos que as coisas nem sempre foram assim. No episódio, Negan conta à Daryl como Dwight se tornou um de seus melhores homens. Ele, Sherry e Tina, sua esposa e cunhada respectivamente, trabalhavam para Negan no sistema de pontos.

Acontece que Tina tinha diabetes e Negan cobrava muitos pontos pelos remédios. Eventualmente, ele pediu a mão de Tina em casamento e ela teve a audácia de dizer que iria pensar haha.

Então, Dwight roubou os remédios e fugiu com Sherry e Tina. Acontece que Tina acaba morrendo e Dwight e Sherry voltam para o Santuário. Dwight pede perdão à Negan e implora que ele não mate Sherry.

Sherry então diz à Negan que ela irá casar com ele caso ele não mate Dwight. (HEIN??). Negan que não é bobo nem nada, aceita a proposta de Sherry, porém, queima o rosto de Dwight com um ferro, como forma de punição (mais uma né?). Sem perspectiva, Dwight acaba se tornando um dos melhores homens à serviço de Negan e todos viveram felizes para sempre haha.

Do outro lado, temos Daryl… preciso dizer mais alguma coisa? Haha. Daryl é, sem sombra de dúvidas, um dos membros mais fortes, leais e impulsivos do grupo de Rick, tanto que seu último ato resultou na morte de Glenn. #RIPGlenn.

daryl-cela

Durante o episódio, todos os dias, Dwight leva um sanduíche à Daryl. Cada sanduíche contém um ingrediente secreto. Essa atitude, não deixa de ser uma tentativa de tortura e quebra de comportamento de Daryl.

Em uma das vezes, Dwight chega a levar uma foto de Glenn que foi tirada após a morte dele. Haja estômago!

No final, Negan pede que Dwight traga Daryl até ele e oferece uma última chance de Daryl se juntar aos Salvadores. Negan pergunta quem Daryl é e após uma breve pausa dramática, Daryl responde seu próprio nome.

Então, Dwight leva Daryl de volta a sua cela e grita com ele. Daryl, após dias em pleno silêncio, diz que entende porque Dwight jurou lealdade à Negan. Daryl diz que Dwight estava pensando em outra pessoa e que pelo mesmo motivo, ele não pode.

Mesmo em situação semelhante a que Dwight passou, Daryl decide que não vai se entregar aos jogos de Negan, pois ele tem plena certeza de que não pertence àquele ambiente e também porque sabe que seus amigos precisam dele, agora mais do que nunca.

Novamente, tenho altas expectativas relacionadas ao Daryl para essa temporada e para a próxima, isto é, caso ele sobreviva!

O episódio ainda traz uma cena interessante. Dwight sai em busca de Gordon, um “funcionário” de Negan que fugiu.

Gordon, visivelmente fragilizado, diz à Dwight que não pode voltar e que não entende como todos se submetem às torturas psicológicas (e físicas né?) de Negan. Gordon diz ainda que não tem problema se Dwight matá-lo, que é algo que ele até quer.

Dwight obriga Gordon a voltar para o Santuário, dizendo que ele vai colocar todas as pessoas com quem ele já falou para trabalhar na “cerca” e que vai desenterrar o corpo da mulher dele e dar para os corvos comerem.

Gordon aceita seu destino e começa a caminhar em direção ao Santuário. Vemos então Dwight apontar sua arma e atirar em Gordon. Nesse momento, eu juro que torci por Dwight, afinal de contas, ele estava demonstrando compaixão, até pensei que ele iria ajudar Daryl de alguma forma. Mas, descobrimos que ele atirou no peito de Gordon, concedendo assim seu desejo, mas transformando-o em zumbi para que continue trabalhando para Negan.

gordon-zumbi

Ou seja, por mais que Dwight tenha motivos de sobra para odiar Negan e talvez até planejar algo contra ele, ainda assim ele escolheu ser leal a ele, mas é claro que não podemos descartar que ele possa ter medo de Negan e agir assim como forma de sobrevivência.

Para mim, esse episódio serviu para mostrar que não importa o que aconteça, todo mundo tem seus princípios, e que mesmo que obrigados a jurar lealdade a um homem como Negan, ninguém esquece do que realmente é importante, que é não desistir, menos Dwight… Dwight é um bosta mesmo.

O que esperar dos próximos episódios?

O próximo episódio, que até já foi ao ar haha, se chama “Service”. Logo mais eu vou postar a resenha dele também no blog e aí eu falo o que realmente podemos esperar do próximo episódio de TWD! 🙂

E você, o que achou do terceiro episódio de The Walking Dead?

Beijos, Ezi

Share