Paper Towns – Se perca. Se encontre.

Nota IMDB: 6.6/10
Título Original: Paper Towns
Título Traduzido: Cidades de Papel
Gênero: Drama, Mistério, Romance
Data e País: 24/07/15 – Estados Unidos
Duração: 109 minutos
Diretor: Jake Schreier
Escritores: John Green, Scott Neustadter, Michael H. Weber
Elenco Principal: Nat Wolff, Cara Delenvigne, Austin Abrams,
Justice Smith, Halston Sage, Jaz Sinclair.
Slogan: “Se perca. Se encontre.”
Sinopse:

A vida de Quentin (Nat Wolff) mudou por completo no dia que Margo (Cara Delenvigne) se mudou para sua rua. Ele era apenas uma criança, mas sabia que o que havia sentido ao vê-la pela primeira vez era paixão. Os dois logo viraram amigos e sempre que podiam estavam juntos.

Como sempre, a vida aconteceu e fez com que Margo se afastasse de Quentin. Mesmo de longe, Quentin nunca deixou seus sentimentos em relação a ela de lado e por isso ela se tornou para ele uma fantasia.

1

Quentin sempre levou a sua vida da maneira mais correta possível. Nunca matou aula, estava focado em cursar Medicina, e acreditava que aos 30 estaria casado e com filhos. Isso até certa noite ser surpreendido por Margo, a garota de seus sonhos, que havia invadido seu quarto e pedido um favor.

Quentin até tenta se esquivar, mas o desejo fala mais alto e ele se joga em uma grande aventura pelas ruas de Orlando ao lado de Margo.

3

Acaba que Quentin acreditou que tudo havia voltado a ser como antes e no dia seguinte, é surpreendido novamente quando descobre que Margo desapareceu.

Decidido a se declarar, Quentin parte com seus amigos em busca de Margo, seguindo pistas que até então ele jurava que ela havia deixado para ele.

2

O que será que ele descobre no final de sua nova aventura?

Adorei o filme! Adorei o elenco, adorei a história, ADOREI o final!
Obs.: tem até uma participação especial no filme! 🙂

Cidades de Papel chegou para provar que devemos nos colocar em situações que nos tirem da nossa zona de conforto.

Provou também que ninguém morre de amor e que por mais importante que isso seja, não é O MAIS IMPORTANTE na vida de qualquer pessoa.

O filme conta com ótimas cenas de comédias, como as dos papais noéis negros e as da road trip de Orlando à Nova Iorque.

PAPER TOWNS

No final das contas, senti muito orgulho do Quentin, de como ele se permitiu ter tantas primeiras vezes enquanto todos tinham suas últimas (sim roubei do filme hehe), de como ele descobriu tanto sobre ele mesmo nessa jornada, e de como ele conseguiu compreender o que realmente a Margo representava para ele.

Colocamos as pessoas que amamos em pedestais e as tratamos de forma diferente. Pensamos que elas são melhores do que as outras pessoas. Porque? Isso acontece porque não percebemos que elas são pessoas como as outras. #simplesAssim.

O amor, por sua vez, é algo complexo. Sempre foi, sempre vai ser.

Você já viu Cidades de Papel? O que achou o filme? Já leu o livro? Eu estou bem a fim de ler 🙂
O que você acha que o Quentin deveria ter feito no final?

Obrigada,

Beijos, Ezi

Share